Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 +55 88 9 9475-7536

Encontre o que deseja

<
NO AR

MANHÃ DE LUZ

    Brasil

Jovem ajuda sem-teto que pegava comida do lixo e encontra filha dele

Publicada em 13/04/18 as 16:20h por Só Notícia Boa - 110 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: reprodução / Facebook)

A compaixão de uma jovem de 19 anos poderá mudar a vida de um morador de rua que pegava comida do lixo.

Milena Gonçalves Francisco saiu para comprar um lanche quando viu o pernambucano Cícero Joel da Silva Filho, de 47 anos, pegando tomates do lixo para comer. Chocada com a cena, ela levou um sanduíche pra ele e conversou durante duas horas com Cícero.

O caso aconteceu no mês passado em Sorocaba, no interior de São Paulo. Agora, depois de postar a foto do homem no Facebook, a jovem conseguiu encontrar a filha dele.

"Partiu meu coração quando vi que ele estava apanhando tomates do lixo para comer. Na hora precisei ir até ele, senti como uma necessidade e não consegui comer antes de entregar os lanches. Os olhos dele brilharam de felicidade", disse Milena ao G1.

Como

Nas últimas semanas o post da jovem viralizou nas redes sociais com mais de 11 mil curtidas, 8 mil comentários e mais de 16 mil compartilhamentos.

"Não imaginava que teria tanta repercussão. Eu recebia uma média de 500 notificações por dia, não conseguia nem abrir minha conta na rede social", afirma a jovem.

No post, Milena detalha que Cícero fica em um semáforo da cidade com uma placa, das 11h às 14, para conseguir R$ 12 e comprar uma marmitex. (leia abaixo)

A conversa

Na conversa que durou mais de duas horas, a jovem descobriu o motivo do homem viver nas ruas.

"Foi parar na rua em 2014 por causa de um amor que não deu certo. Ele é analfabeto e tem dois filhos."

Depois da publicação, Milena afirmou que um amigo conseguiu o contato dos filhos de Cícero e pediu para que o levassem a uma clínica de recuperação.

"Eu adicionei a filha dele e ela viu o post", afirma.

Inconformismo

Milena não se conforma com a situação das pessoas que vivem nas ruas e disse que não foi a primeira vez que parou para conversar com um sem-teto para tentar ajudar.

Ela afirma que sempre busca oferecer algo para pessoas em situação de rua comerem.

"São pessoas ocultadas pela sociedade, mas que não deixam de ser seres humanos como nós!"

Com informações do G1






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário

Nossos Parceiros

 
 

Nosso Whatsapp

 +55 88 9 9475-7536

Visitas: 443713 |  Usuários Online: 14

Venha fazer parte da Rádio do Bem, junte-se a nós na missão de semear a Paz e o Bem pelo Planeta. - Todos os direitos reservados