Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 +55 88 9 9475-7536

Encontre o que deseja

NO AR

SINTONIA SESC SENAC

    Brasil

OUTRA VEZ O CARNAROCK DIZ A QUE VEIO EM ARACATI

Publicada em 04/03/19 as 13:49h por Francisco Sena Garcia - 202 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: reprodução Facebook)



Domingo de Carnaval em Aracati, após milhares de foliões já terem feito a festa na querida praia de Majorlândia, quando outros milhares de foliões se reúnem na Praça da Caixa D´agua também conhecida como Praça da Comunicação para o famoso e tradicional mela mela com paredões, outros tantos apaixonados pelo bom Rock in Roll se dirigem a Rua Grande, a tradicional rua dos casarões de estilo colonial para curtirem ROCK, simplesmente para revisitarem eternos hits.

Um dos organizadores do Bloco CARNAROCK, Jeneilson Thompson se orgulha ao dizer que já é o quarto ano  consecutivo, tudo começou dado a demora de passar os Blocos, daí a ideia de colocar uma BANDA para tocar, como a galera era muito fã do ROCK, as pedras rolaram, cada ano que passa ganha mais apoio de amantes do Rock e de alguns patrocinadores que já acreditam na força do Bloco.

A Banda mais uma vez fora a espetacular N-VARIÁVEIS que a cada instante ganha mais maturidade musical e mais fãs amantes da boa música, ontem a formação da Banda estava com guitarra e vocal de Fernandes Jr, Baixo de Alisson Padeco e na bateria João Paulo, o trio preenche o palco montado na Calçada de uma das casas históricas e também mentes e corações que ali se encontram para viverem este ritmo eterno.

Logo na passagem do som tivemos um “Por que que a gente é assim” do disco Maior Abandonado do Barão Vermelho de 1984, o que levou a muitos a pensar, música boa é tudo, essa galera nem sequer era nascida.

Nos paralelepípedos da Rua histórica tinha uma verdadeira Liga da Justiça de super-heróis que ali estavam acompanhando os pais e já se tornando familiar do que e Rock in Roll, ali não era difícil encontrar com Super-homens, Flashs, Homens-Aranhas, Mulheres Maravilhas, Batmans e outros tantos.

O show começa com uma set-list que abria com “Sonífera Ilha” não tem como deixar de se transportar ao primeiro Rock in Rio do já bem distante ano de 1985, quando ainda um jovem sem as responsabilidades que a vida daria anos depois, ali pela televisão era a primeira vez que podíamos ver e ouvir tanta gente boa do Planeta Rock, fora uma verdadeira celebração a vida.

Após a “Sonífera Ilha” que já dizia como seria a tarde noite foi hora de parar tudo, o primeiro Bloco já se fazia presente na Avenida e era o dono do espaço.

Passado o Bloco a Banda N-Variáveis veio com toda força e emendou sucessos eternos como:

Maior abandonado, O tempo não para, Primeiros erros, O papa é Pop, atendeu um pedido mágico e tocou Vidal e sua Moto, relembrou a Dani do Biquini Cavadão, seguida de “Uma Brasileira”, ali eram mais do que “trovas em dó” era o genuíno Rock com todas as notas.

Nem precisou alguém gritar de longe “Toca Raul” o feeling da banda se fez presente e emendaram uma sequencia mágica com “Al Capone, Só pra Variar e Quem não tem colírio”.

Quem disse que não teve os bons rocks da época de Roberto Carlos e a sua Jovem Guarda, ali estavam “Não vou ficar”, “Eu sou terrível” e “Se você pensa”. Um lindo momento para uma noite maravilhosa.

A turma do N-VARIÁVEIS não estava para brincadeira, e arrancaram do fundo do baú que só pode ser dos pais apaixonados pela música um “Dê um Rolé” dos Novos Baianos, essa devo confessa que foi uma baita surpresa para mim.

Meus ouvidos felizes ainda ouviram a linda e tão pouco tocada nos últimos tempos,  a Umbabaruama do eterno Jorge Bem Jor. Espetacular.

Ainda tinha mais CARNAROCK, havia em mim um desejo enorme de ficar até sempre, porém, o menino apaixonado por Rock de 1985 agora já é um senhor de idade e cheio de limitações físicas, minha alma feliz voava, mas o corpo cansado de tantas dores já não mais dava conta de ficar em pé e ainda mexendo alguns pedacinhos do corpo com tantos eternos rocks ouvido.

Parabéns aos organizadores, que venham muitos outros CARNAROCK.

Obrigado a todos, vocês me fizeram feliz, como bem diz o Flausino: “ Um dia feliz as vezes é muito raro”, daí que devemos eternizar a tarde de Domingo no CARNAROCK.






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário

Nossos Parceiros

 
 

Nosso Whatsapp

 +55 88 9 9475-7536

Visitas: 496060 |  Usuários Online: 102

Venha fazer parte da Rádio do Bem, junte-se a nós na missão de semear a Paz e o Bem pelo Planeta. - Todos os direitos reservados