Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 +55 88 9 9475-7536

Encontre o que deseja

NO AR

SEU ALMOÇO É UM SHOW

    Brasil

Estudantes criam dispositivo de garrafa PET que limpa bueiros e evita alagamentos

Publicada em 10/02/20 as 18:37h por Razões para Acreditar - Gabriel Pietro - 71 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Reprodução)

De olho nos problemas e desafios que as grandes metrópoles brasileiras enfrentam atualmente, como o acúmulo de lixo nas ruas e o entupimento de bueiros, os estudantes do SESI (Serviço Social da Indústria) de Sobradinho (DF) desenvolveram um dispositivo que coleta resíduos e evita alagamentos.

Batizada de Equipe Bisc8, o grupo representou o Distrito Federal (ao lado de outras cinco equipes) na seletiva regional do Torneio de Robótica FIRST LEGO League (FLL), que ocorreu na última sexta-feira (7), em Taguatinga (DF).

Os estudantes contam que a ideia nasceu a partir da reflexão de um problema crônico que atinge Brasília e suas regiões administrativas todos os anos: os alagamentos.

estudantes criam Bueiro Inteligente Sustentável Coletor

Dispositivo de baixo custo

Antes de mais nada, eles conversaram com técnicos do Sistema de Limpeza Urbana (SLU) e descobriram que a empresa chegou a tentar algo parecido, mas desistiu por conta do custo elevado. A solução foi desenvolver um dispositivo realmente simples e de baixo custo.

“Nosso produto vai ser feito de garrafa pet, um dos materiais que mais tem nos lixos de Brasília. Então, ele vai ter uma durabilidade muito boa. O nosso cesto vai custar 100 reais. O cesto que já existe, com material que enferruja, custa cerca de mil reais”, revelou a estudante Letícia Ferreira de Araújo, 15 anos, integrante da Equipe Bisc8.

O projeto ganhou o nome de Bueiro Inteligente Sustentável Coletor.

estudantes criam Bueiro Inteligente Sustentável Coletor

Importância do trabalho em equipe

“A gente pesquisou bastante para achar um problema que a gente vivenciasse realmente, então vimos os alagamentos. É algo que acontece muito nas cidades-satélites. O principal fator é a quantidade de lixo que fica dentro dos bueiros”, completa Letícia.

A professora Kamila de Sousa, que orienta a equipe de Sobradinho e outra de Gama (DF), conta que o torneio ensinou aos alunos o valor de se trabalhar em equipe.

“A equipe do Gama, por exemplo, estava precisando de ajuda. Aí eles mesmos (os alunos de Sobradinho) se propuseram: ‘Vamos lá ajudar’. Eles ajudaram, mesmo sabendo que estão competindo um contra o outro. Independentemente do resultado, os estudantes têm que ter orgulho do que fizeram”, concluiu.






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nossos Parceiros

 
 

Nosso Whatsapp

 +55 88 9 9475-7536

Visitas: 749624 |  Usuários Online: 27

Venha fazer parte da Rádio do Bem, junte-se a nós na missão de semear a Paz e o Bem pelo Planeta. - Todos os direitos reservados