Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 88 9 9475 7536

Encontre o que deseja

NO AR

RADIO SERENIDADE

    Mundo

Homem que não sabia escrever até os 18 anos se torna o professor negro mais jovem da Universidade de Cambridge

Publicada em 26/11/23 as 09:41h por Razões para Acreditar - Daniel Froes - 13 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Reprodução/SWNS)

Até os 18 anos, Jason Arday não sabia escrever. Agora, ele está prestes a se tornar o professor negro mais jovem da renomada Universidade de Cambridge, a segunda mais antiga da Inglaterra.Arday foi diagnosticado com atraso global de desenvolvimento e transtorno do espectro autista aos 3 anos de idade. Sua família foi avisada de que ele precisaria de apoio para o resto da sua vida. 

Mas Arday, hoje com 37 anos, superou todos os prognósticos e assumirá seu posto de professor de Sociologia da Educação no próximo dia 6 de março. Na esperança de melhorar a representação de minorias étnicas no ensino superior.

“MEU TRABALHO SE CONCENTRA PRINCIPALMENTE EM COMO PODEMOS ABRIR PORTAS PARA MAIS PESSOAS DE ORIGENS DESFAVORECIDAS E REALMENTE DEMOCRATIZAR O ENSINO SUPERIOR”, DISSE.

Arday não sabia falar até os 11 anos, mas com a ajuda de Sandro Sandri, seu mentor, tutor universitário e amigo, começou a ler e escrever no final da adolescência. 

Formação

Ele se formou em Educação Física e Estudos de Educação pela Universidade de Surrey e se tornou professor de Educação Física. Além disso, fez dois mestrados um doutorado em estudos educacionais.

Em 2018, publicou seu primeiro artigo e foi premiado com uma cátedra sênior na Roehampton University. Mais tarde, Arday tornou-se professor associado de Sociologia na Universidade de Durham.

Em 2021, ele se tornou um dos professores mais jovens do Reino Unido ao assumir o cargo de professor de Sociologia da Educação na Escola de Educação da Universidade de Glasgow.

Objetivo alcançado!

Dez anos atrás, Arday fez uma lista de objetivos pessoais na parede do quarto de sua mãe na época do doutorado. O terceiro objetivo da lista dizia: “Um dia trabalharei em Oxford ou Cambridge”






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 88 9 9475 7536

Visitas: 1387036 | Usuários Online: 25

Venha fazer parte da Rádio do Bem, junte-se a nós na missão de semear a Paz e o Bem pelo Planeta. - Todos os direitos reservados

Converse conosco pelo Whatsapp!