Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 88 9 9475 7536

Encontre o que deseja

NO AR

TOCA TUDO

    Brasil

Bebê surda volta a escutar depois de ser adotada: “Estamos radiantes”

Publicada em 19/05/23 as 09:27h por A soma de todos os afetos - 29 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Reprodução )

Essa história emocionante aconteceu com uma família no Rio de Janeiro, quando um casal adotou uma recém-nascida que já chegou ao mundo com grau de surdez grave nos dois ouvidos. Felizmente, graças ao amor e dedicação das mães que a adotaram, a menina voltou a escutar, surpreendendo toda a família. O processo de adoção já estava em andamento quando as novas responsáveis descobriram que a surdez da criança poderia ser tratada.

A emocionante história teve início quando a menina tinha apenas três semanas de idade e ouviu pela primeira vez quando já morava na sua nova casa. O som que a surpreendeu foi o do aspirador de pó. “Ela se assustou e chorou. As avós, que estavam cuidando dela naquele dia, nos ligaram chorando para nos dar a notícia”, compartilhou Priscila Hiromi, uma das mães adotivas, em entrevista ao programa Globo Repórter, da TV Globo.

Atualmente, com quase um ano e meio de vida, a criança escuta perfeitamente. Segundo informações divulgadas pelo G1, a fonoaudióloga que acompanha a bebê explicou que o problema estava relacionado ao acúmulo de secreção no canal auditivo, geralmente decorrente de infecções não tratadas adequadamente.

Esse tipo de surdez, conhecida como surdez de condução, não é causado por malformações, mas sim pelo bloqueio do canal auditivo, o que impede que o som chegue ao ouvido interno corretamente. Pode ocorrer devido a excesso de cera, infecções ou acúmulo de substâncias, como muco.

Normalmente, problemas de surdez desse tipo são tratados com medicamentos ou, em casos mais graves, com pequenas intervenções cirúrgicas. No entanto, no caso dessa família amorosa, o tratamento consistiu em medicamentos, lavagens de ouvido, terapias respiratórias e adaptações alimentares para prevenir a formação e o acúmulo de muco.

“Estamos radiantes ao vê-la escutar. Antes, ela não ouvia a porta batendo, o cachorro latindo e nem sequer piscava. Mas em pouco tempo, ela aprendeu a escutar. Hoje em dia, ela ouve tudo”, comemorou a mãe.

 

Com informações de Metropoles






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 88 9 9475 7536

Visitas: 1403609 | Usuários Online: 10

Venha fazer parte da Rádio do Bem, junte-se a nós na missão de semear a Paz e o Bem pelo Planeta. - Todos os direitos reservados

Converse conosco pelo Whatsapp!