Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 88 9 9475 7536

Encontre o que deseja

NO AR

TOCA TUDO

    Brasil

Idoso de 100 anos pede cestas básicas de aniversário e doa a necessitados

Publicada em 24/08/23 as 19:08h por Só Notícia Boa - Renata Giraldi - 63 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: reprodução / Midiasudoeste)

Generosidade, empatia e extrema solidariedade marcam a vida de um idoso que ao completar 100 anos pediu 50 cestas básicas de aniversário. O inusitado é porque o centenário diz que tem tudo e não precisa de nada, então decidiu ajudar aos mais necessitados. Também afirmou que a festa de aniversário era para comemorar as coisas boas que viveu.

Seu Joaquim Alves Moreira, que mora em Campo Mourão (PR), é um exemplo a ser seguido. Lúcido e preocupado com as questões sociais, o idoso acredita que todos devem fazer algo para melhorar o mundo.

Sorridente, ele esbanja vitalidade. E para comemorar os 100 anos, o idoso organizou tudo como queria: o presente em forma de cestas básicas, doadas para a Casa de Apoio ao Doente de Câncer de Campo Mourão e o Albergue dos Franciscanos.

Festa do Centenário

Seu Joaquim ficou à frente dos detalhes da festa de 100 anos do aniversário.

O idoso chamou o buffet favorito e a banda, que tocou músicas de Gino e Geno, que tanto gosta.

Também avisou que de presente queria apenas cestas básicas, nada mais.

Foi entregar pessoalmente

Aproximadamente 200 convidados compareceram entre amigos e parentes.

Seu Joaquim pagou tudo e disse que o festão é uma celebração à vida e aos tempos pelos quais passou dificuldades.

Detalhe: depois da comemoração, o idoso fez questão de entregar as doações pessoalmente na Casa de Apoio ao Doente de Câncer de Campo Mourão e ao Albergue dos Franciscanos.

A vida à maneira dele

Ele costuma contar que jamais bebeu ou fumou, também disse que não foi “bagunceiro”.

Nascido e criado no campo, na Bahia, com nove irmãos, aos 7 anos, começou a trabalhar:  plantava milho e algodão. Nunca mais parou exceto quando se aposentou já idoso.

Seu Joaquim aprendeu a ler e escrever. “Eu não tinha medo da professora, não. Tinha do meu pai. Ficava com medo dele tirar minha lição e eu não saber nada. Então eu saí da escola”, afirmou.

Amor eterno

Aos 19 anos, Seu Joaquim casou com Dona Zulmira, uma prima de primeiro grau. Tiveram oito filhos, dois morreram.

“Um primo meu não quis se casar com ela. Era uma ‘muié’ brava. Então eu casei”, disse o idoso aos gargalhadas.

Dona Zulmira morreu há 24 anos e Seu Joaquim não quis mais casar.

“Eu a amava demais. Às vezes choro lembrando dela. Sonho muito. E quando acordo e vejo que ela não está na cama, fico triste. Foram 53 anos ao seu lado”, lamentou.

Morando com a filha, Maria Zélia, de 73 anos, o idoso tem a ajuda de uma neta, Solange.

“Tenho a missão gratificante de colaborar com os dois. Joaquim é uma pessoa generosa. É puro de coração. E não para”, lembrou a neta.

Seu Joaquim se divertindo na festa de 100 anos - Foto: reprodução / Midiasudoeste

Seu Joaquim se divertindo na festa de 100 anos – Foto: reprodução / Midiasudoeste

As cestas básicas que ele arrecadou com a festa de 100 anos e foi entregar pessoalmente aos necessitados - Foto: reprodução / Midiasudoeste

As cestas básicas que ele arrecadou com a festa de 100 anos e foi entregar pessoalmente aos necessitados – Foto: reprodução / Midiasudoeste

Seu Joaquim e a a filha mais velha - Foto: reprodução / Midiasudoeste

Seu Joaquim e a a filha mais velha – Foto: reprodução / Midiasudoeste

Com informações de Midia Sudoeste e da Tribunadointerior

Espalhe notícia boa!





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 88 9 9475 7536

Visitas: 1449390 | Usuários Online: 20

Venha fazer parte da Rádio do Bem, junte-se a nós na missão de semear a Paz e o Bem pelo Planeta. - Todos os direitos reservados

Converse conosco pelo Whatsapp!