Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 88 9 9475 7536

Encontre o que deseja

NO AR

TOCA TUDO

    Brasil

Baiana é a primeira surdocega a se formar na Uneb: “Quero proporcionar acessibilidade”

Publicada em 04/11/23 as 08:28h por Razões para Acreditar - Daniel Froes - 25 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: arquivo pessoal)

A baiana Janine Farias, de 30 anos, fez história ao se tornar a primeira pessoa surdocega a se formar pela Universidade Estadual da Bahia (Uneb). Durante oito anos de estudo, Janine superou inúmeros obstáculos e, em setembro, finalizou sua graduação em pedagogia.mpla concorrência, ou seja, sem se beneficiar de vagas exclusivas da Lei de Cotas ou para pessoas com deficiência

“Receber o diploma foi uma vitória para mim, uma felicidade muito grande. É uma sensação que eu consegui, que valeu a pena”, comemorou.

Na sala de aula, Janine se comunicava com a ajuda de textos em braille e da língua de sinais tátil, uma forma de comunicação que utiliza toques para representar sinais. Intérpretes também desempenharam um papel importante, mediando as interações com docentes e colegas.

Baiana é a primeira surdocega a se formar na Uneb: “Quero proporcionar acessibilidade” 1
Janine contou com o suporte de intérpretes da língua de sinais tátil na graduação. Foto: Arquivo pessoal

A motivação de Janine para escolher pedagogia nasceu de sua paixão em promover acessibilidade para outros indivíduos surdocegos. Seu próximo objetivo? Um mestrado e, depois, conquistar uma vaga como professora através de concurso.¨

"Quero fazer mestrado e aproveitar os editais para melhorar minha profissão como professora. Também vou estudar para concursos, para trabalhar como professora brailista. Quero proporcionar acessibilidade”, explicou.

Inspiração

Por trás da inspiração e do sonho de Janine, está sua mãe, Sandra Farias. Na infância de Janine, pouco se discutia sobre abordagens pedagógicas específicas para pessoas surdocegas

Reconhecendo essa lacuna, Sandra se dedicou a se especializar no tema, passando a capacitar profissionais para atender a essa demanda específica. 

Baiana é a primeira surdocega a se formar na Uneb: “Quero proporcionar acessibilidade” 2
A mãe de Janine foi sua inspiração. Foto: Arquivo pessoal

“Me tornei docente da área justamente por causa de Janine. Tive que me tornar professora para dar condições para ela aprender”, explicou Sandra. “Sonhei em seguir os passos de minha mãe”, comentou Janine.

Além de ser uma pioneira na área, quando sua filha ingressou na universidade, Sandra atuou incansavelmente para garantir o suporte adequado, enfatizando a necessidade de profissionais especializados para assisti-la.“Eu me sinto muito orgulhosa pela minha filha, mas o sonho não termina aqui. Torço para que ela possa ser aceita no mercado de trabalho, para que o mercado dê oportunidades para ela mostrar o potencial que tem”, concluiu.






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 88 9 9475 7536

Visitas: 1428401 | Usuários Online: 6

Venha fazer parte da Rádio do Bem, junte-se a nós na missão de semear a Paz e o Bem pelo Planeta. - Todos os direitos reservados

Converse conosco pelo Whatsapp!